Archive for fevereiro \12\UTC 2012

faz tanto tempo que não choro.

fevereiro 12, 2012

sou tão fraca que à luz do primeiro pensamento que ouso relembrar-te, fujo pra outro pensamento, outro livro, outra música, outros amigos, outras saídas, outras faltas, outras vozes, outras coisas, outras, qualquer coisa.

menos o teu rosto, esse eu não quero lembrar porque eu morro.

difícil esta imensidão, porque tudo fica tão pequeno perto disto.

vai dar pé.

fevereiro 5, 2012

alguma palavra

que traduza esse meu sentimento bom

o amanhã: muito hesitante e inquieto pra pousar cabeça

há sempre o risco de não entenderem ou enxergarem a tua caminhada e o teu querer

mas calma, calminha.

 

na confusão de tantos sentimentos; aflitos e medrosos

queria uma palavra que exprimisse que:

hoje, era pra ser intranquilo o acordar, mas que estranho

é de paz.

 

tranquiliza-te pois

vai dar pé.

e ao amanhã a gente não diz

deixa ele pra gente sorrir.