do que fica:

15/09, noite: o teu olhar sobre o meu, misturado de um pouco de paixão, ou quiçá só companheirismo e amizade, me faz querer pensar em nós dois naquele outro dia da tamanha sintonia. E mesmo o que não foi, o que está por vir ou a minha (quase) convicta ideia de que não mais seremos, não me preocupa. Bastou o teu olhar sobre o meu.
16/09, manhã: do encontro, da realização que é conseguir ser feliz por/com uma amiga. Da benção que é ver sentido.
noite: mesmo sem bebida, cigarro, estranhos e música alta, fomos felizes até em lágrimas.
17/09, noite: tocou aquela nossa música, pai. Mas estive tão bem acompanhada que me ajudaram a suportar. Estive tão bem acompanhada e tão alerta ao que me estava sendo passado que cheguei a sorrir em verdade.
18/09, agora: quero viver.

Eu sei, eu sei que tristeza não tem fim, felicidade sim. Mas let it be.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: